19
dez-2008

Mesmo com crise, faturamento em publicidade continua em alta

Notícias   /   Tags:

Apesar da crise financeira, o faturamento dos veículos de comunicação com publicidade continua em alta. Em outubro deste ano, os anunciantes investiram cerca de R$ 2 bilhões na divulgação de suas marcas, valor 9,7% maior que no mesmo mês de 2007. No acumulado dos dez primeiros meses do ano, o valor alcança R$ 17,4 bilhões, com alta de 15% em relação ao mesmo período do ano passado.

O destaque é a internet. O faturamento em outubro deste ano foi 45,5% maior em comparação ao mesmo mês de 2007. No acumulado, a alta é de 46,9%. Contudo, a participação do segmento no mercado ainda é restrita: cerca de 3,5%.

A televisão, que abocanha a maior fatia do mercado, faturou em outubro R$ 1,230 bilhão, valor 8,8% maior que o mesmo mês de 2007. No acumulado, o crescimento foi de 13,5%.

O segmento jornal registrou faturamento de R$ 304,6 milhões. Alta de 4% em relação a outubro de 2007. No ano, o segmento ganhou R$ 2,8 bilhões, com crescimento de 14,2% em relação a 2007. O ponto negativo é para a receita com classificados: baixa de 4,2% em relação ao mesmo mês de 2007. Esse número pode ser um sinal da crise, já que no acumulado do ano, a alta é de 8,6%.

O resultado positivo se repete no rádio. Em outubro, a receita gerada por publicidade foi de R$ 84,6 milhões, valor 15,2% maior que o alcançado em outubro de 2007. Nos dez primeiros meses do ano, a alta é de 21,8% em relação ao mesmo período de 2007.

O segmento revista faturou em outubro R$ 204,5 milhões, com crescimento de 9% em relação ao mesmo mês de 2007. No ano, alta de 19,2%.

A receita em publicidade da TV por assinatura também apresentou aumento significativo: 24,9% em outubro deste ano em comparação ao mesmo mês de 2007. No ano, alta de 29,6%. O segmento cinema apresentou em outubro alta de 2% quando comparado com outubro de 2007. No acumulado, o crescimento é de 21,6%.

O único segmento que registrou retração foi o de guias e listas. A queda foi de 7,3%. No ano, o tombo é de 10%.

Os números são do Projeto Inter-Meios, relatório de investimentos em mídia da editora Meio & Mensagem.

0

0

 likes / 0 Comments
Share this post:

comment this post


Click on form to scroll